Radiador: Mitos e Verdades

Nós da PROD fizemos um jogo de perguntas e respostas para extrapolar nossos conhecimentos sobre o radiador, esse componente tão importante do seu veículo.

 

O que é o radiador?

Atualmente feito em alumínio, o radiador é uma das partes mais importantes do Sistema de Arrefecimento de um carro.

O radiador é composto por uma série de canais, em forma de tubos ou colmeia, que permite a passagem de ar entre eles, esfriando a água pela elevação da temperatura do motor em funcionamento.

Quanto maior a área de contato com o ar, mais veloz e competente é a troca de temperatura e, consequentemente, mais eficiente é o radiador.

Imagem de radiador - Prod+
Radiador de arrefecimento automotivo

 

Qual é a função do radiador?

Seu papel principal no automóvel é impedir que o motor superaqueça em decorrência da combustão, o que pode afetar o estado dos componentes. E também não esfrie demais, prejudicando o desempenho do veículo.

O radiador faz isso através da troca de calor entre o ar atmosférico e o líquido de arrefecimento, que é a mistura de água desmineralizada e aditivo. O oxigênio entra pelo duto dianteiro do carro, seja pelo movimento natural do automóvel ou pela ação da ventoinha.

O líquido de arrefecimento passeia pela parte interna do motor por dutos, que existem no bloco do motor e cabeçotes, sem entrar em contato direto com os componentes de combustão, passando por uma bomba centrífuga conectada ao virabrequim através de uma correia até chegar ao radiador. Esse líquido, que ficou muito quente nesse processo, tem seu calor retirado e volta para o início do ciclo.

Quem regula todo o sistema é a válvula termostática, bloqueando esse passeio do líquido de arrefecimento quando o motor está frio e liberando quando é detectada a alta temperatura do sistema, colocando o líquido de arrefecimento em movimento.

Entre o bloco do motor e o cabeçote existe uma junta de vedação que impede que óleo, líquido de arrefecimento e gases se misturem. Caso essa junta seja queimada pelas altas temperaturas, todos esses componentes se misturam e o motor trava instantaneamente.

Como identificar um possível problema?

O principal sintoma que o usuário deve se atentar quando se trata de radiador é o superaquecimento do motor. Alguns carros possuem um termômetro no painel de controle e, caso nele, a temperatura apontar estar maior que 100 graus célsius, o veículo deve ser estacionado em um local seguro imediatamente e um guincho deve ser chamado para leva-lo ao mecânico de confiança.

Alguns modelos, especialmente os mais recentes, possuem uma luz de advertência no painel que acende quando o motor estiver superaquecendo, ou emite um alerta sonoro com uma mensagem no computador de bordo. Esse aviso deve ser respeitado e o motor deve ser desligado imediatamente.

Se você tiver dúvidas sobre luzes do painel, preparamos um artigo completo falando somente delas, um verdadeiro manual.

 

Quais são os problemas que podem surgir no radiador?

Geralmente, os problemas mais frequentes no radiador são: mau funcionamento da válvula termostática, vazamento de fluido pelas mangueiras e líquido de arrefecimento abaixo do nível ideal.

A válvula termostática, cuja função é controlar a passagem do líquido de refrigeração pelo circuito até o radiador, pode travar fechada e causar o superaquecimento do sistema ao não adequar a quantidade ideal de líquido de arrefecimento para regular a temperatura do motor. E, o oposto também pode causar problemas, a válvula travando aberta, o fluido pode correr livremente pelos dutos do sistema, deixando a temperatura do motor abaixo da ideal, prejudicando o rendimento do motor.

Como já falamos em outros artigos, algumas peças do veículo se desgastam ao longo do tempo e uso, necessitando de manutenção preventiva.

E as mangueiras de arrefecimento não fogem à regra. Com o uso normal e constante do motor, elas podem apresentar furos, se o volume do líquido não for suficiente, ocasionando o ressecamento, formação de resíduos e impactando de forma negativa diretamente na circulação do líquido de arrefecimento.

Para prevenir-se de possíveis danos ao radiador, é indicada a manutenção preventiva. Nessa revisão, o nível do líquido de arrefecimento é verificado, o profissional faz uso da ferramenta chamada Refratômetro que utiliza o índice de refração do fluído, determinando assim o estado da mistura, podendo ser substituído.

Esse técnico no assunto deve verificar também se existem vazamentos ou se algum componente não está funcionando de acordo com a normalidade.

 

Qual é a função dos aditivos para radiador?

Engana-se quem acredita que completar o reservatório do líquido de arrefecimento com água pura é suficiente para o bom funcionamento do sistema. Embora seja um refrigerante natural, as características físicas e químicas da água não são suficientes para garantir a manutenção da correta temperatura do motor.

E é aí que entra o tão importante aditivo de radiador.

O Aditivo para Radiador Pronto para Uso da PROD+ possui o PACOTE EXCLUSIVO de inibidores de corrosão e Monoetilenoglicol para uso em sistema de arrefecimento (radiador) de veículos leves e pesados.

Proporciona proteção contra cavitação, corrosão e ferrugem em todos os componentes do sistema, inclusive alumínio. Além de lubrificar e proteger a bomba d’água, mangueiras e a válvula termostática.

Além disso, aumenta o ponto de ebulição, melhorando a capacidade de refrigeração. E também evita o congelamento do líquido de arrefecimento ao diminuir para menos de 0 grau a temperatura para isso, muito relevante para motoristas que vivem em lugares frios, especialmente durante o inverno.

A proporção entre água e aditivo para radiador varia de carro para carro. Também não se pode preencher o reservatório somente com o fluido aditivo.

Aditivo para Radiador Pronto para Uso Orgânico PROD+
Aditivo para Radiador Pronto para Uso da PROD+

 

Posso só completar o nível do fluido de arrefecimento?

Teoricamente, por ser um sistema fechado, o arrefecimento do motor não deveria ter o nível do seu líquido modificado. Por isso, quando um frentista sugerir completar com água, desconfie, pois se o nível estiver realmente baixo, algo não está indo bem no seu carro.

 

Quem deve realizar a verificação e efetuar a potencial troca do Liquido de Arrefecimento?

Aconselhamos a verificação do nível do líquido semanalmente. Porém, nunca abra o vaso de expansão com o carro ligado ou logo após desligar. O reservatório é feito em material transparente para facilitar a checagem do nível sem a necessidade de abri-lo.

Como falamos mais acima, a recomendação mais comum é que um profissional especializado faça essa verificação e potencial substituição do líquido de arrefecimento.

Muitos dos nossos leitores têm uma vida corrida e preferem a praticidade nas ações corriqueiras do dia a dia, porém nesse ponto, a economia de tempo pode ser prejudicial.

A troca do fluido do radiador não é uma tarefa tão simples quanto pode parecer, principalmente porque a válvula termostática, que atua de acordo com a temperatura do motor, pode reter uma quantidade considerável do líquido antigo, que pode contaminar e prejudicar a eficiência do novo.

Tenha certeza que o profissional responsável pela verificação e possível substituição do líquido seja da sua confiança e seja capacitado para cumprir a função.

 

 

Siga o perfil Prod+ no instagram: @prodaditivos

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn